Memórias Póstumas De Brás Cubas

Código: 199899 Marca:
R$ 39,90
ou R$ 37,90 via Pix
Comprar Estoque: 2 dias úteis
  • R$ 37,90 Pix
  • R$ 39,90 Pagali Cartão
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.
Em meados da década de 1870, Machado de Assis já desfrutava do prestígio de ser um dos autores mais importantes do país, ao lado de nomes como José de Alencar e Joaquim Manuel de Macedo. Todavia, entre 1880 e 1881, a carreira de Machado tomou um rumo inesperado: com a publicação de “Memórias póstumas de Brás Cubas”, aquele que seria nosso maior prosador elevou a literatura brasileira a um novo patamar, e seus ecos persistem até os dias de hoje. Na obra, o finado Brás Cubas decide contar sua história por uma ótica bastante inusitada: em vez de começar pelo seu nascimento, sua narrativa inicia-se pelo óbito. Enquanto rememora as experiências que vivera, entre uma digressão e outra, o defunto-autor tece uma série de reflexões sobre a vida e sobre a sociedade da época, com serenidade e bom-humor, e o leitor se surpreenderá ao constatar a atualidade de suas observações. “Memórias póstumas de Brás Cubas” pôs em xeque o conceito de Realismo literário, de romance e a própria forma de se fazer literatura. Divisor de águas na literatura brasileira, é uma obra à qual não se pode ficar indiferente.
Sobre o autor(a)

Assis, Machado De

Machado de Assis (Joaquim Maria Machado de Assis), jornalista, contista, cronista, romancista, poeta e teatrólogo, nasceu no Morro do Livramento, no Rio de Janeiro, em 21 de junho de 1839, e faleceu também no Rio de Janeiro, em 29 de setembro de 1908. Publicou seu primeiro livro de poemas, Crisálidas, em 1864 e seu primeiro romance, Ressurreição, em 1872. Mantinha forte colaboração com jornais e revistas da época, como O Cruzeiro, A Estação e Revista Brasileira, onde publicava crônicas, contos, romances e poemas, que vinham a público em forma de folhetim antes de serem publicados em livros. Assim, saíram as primeiras versões de A mão e a luva (1874), Memórias póstumas de Brás Cubas (1880), Quincas Borba (1886-1891), entre outros. Em 1881, publicou em livro Memórias póstumas de Brás Cubas, inaugurando assim a sua fase realista, a qual inclui as suas obras mais conhecidas: Quincas Borba, Dom Casmurro, Esaú e Jacó e Memorial de Aires. Em 1882, publicou a coletânea de contos Papéis avulsos, no qual se encontra “O alienista”. Em 1897, foi eleito presidente da Academia Brasileira de Letras, cargo que ocupou por mais de dez anos. Instituição que Machado ajudara a fundar no ano anterior e que ficou conhecida como Casa de Machado de Assis.
ISBN 9788572322942
Autor(a) Assis, Machado De (Autor)
Editora Martin Claret
Coleção/Serie Coleção A Obra-Prima De Cada Autor
Idioma Português
Faixa etária Adolescentes (11-14) à Adultos (+21)
Edição 3
Ano de edição 2012
Páginas 200
Acabamento Brochura
Dimensões 18,00 X 11,50

Produtos relacionados

R$ 39,90
ou R$ 37,90 via Pix
Comprar Estoque: 2 dias úteis
Pague com
  • Pagali
  • Pix
Selos
  • Site Seguro

LIDF LIVRARIA INTERNACIONAL DO DISTRITO FEDERAL - CNPJ: 19.294.574/0001-48 © Todos os direitos reservados. 2024


Para continuar, informe seu e-mail

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade