Aventuras De Uma Língua Errante Ensaios De Literatura E Teatro Ídiche

Código: 507479 Marca:
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
SINOPSEUma impressionante viagem através do tempo, revelando a história e a riqueza cultural associada ao ídiche, a língua do dia a dia dos judeus da Europa do Leste e Central, de como ela se desenvolveu gerando grandes obras no teatro e na literatura, de como mediou as grandes controvérsias ideológicas e religiosas das comunidades judaicas do centro e leste europeu, de como atravessou o Atlântico para ajudar a reorganizar a vida dos grupos exilados de suas terras natais até chegar perto da extinção. Língua-resistência, língua-diáspora, língua-passaporte. Língua errante.QUARTA-CAPAO ídiche foi a língua franca falada pelos judeus da Europa do Leste e Central durante séculos até o genocídio perpetrado pelo Holocausto eliminar 90% de seus falantes. Àquela altura, o idioma já não era apenas usado em trocas do dia a dia, mas também ditava outras áreas da cultura, colaborando em uma enorme atividade literária e teatral, disseminada principalmente nas Américas (EUA, Brasil, Argentina). Nessa diáspora, como em qualquer outra, em que a consciência coletiva do imigrante está sempre em vias de desagregação, como ressalta Kafka, o idioma e sua literatura adquirem a função de ser a voz de um povo, uma voz muitas vezes revolucionária.Em Aventuras de uma Língua Errante: Ensaios de Literatura e Teatro Ídiche, J. Guinsburg, um dos maiores estudiosos do ídiche entre nós, recupera essa rica tradição e nos apresenta a história arrebatadora da trajetória do ídiche, de sua formação na Idade Média até a vigorosa produção cultural e ideológica contemporâneas. Para tanto, visita as realizações singulares da literatura e do movimento teatral judaico e de sua arte da encenação, em suas múltiplas correntes, desde a disputa entre os iluministas da Haskalá e os religiosos do hassidismo no século XIX até a conflitante convivência entre comunistas e sionistas. Trata-se de um roteiro de viagem pessoal que resgata para o leitor brasileiro aspectos ainda pouco conhecidos de uma cultura a um só tempo ancestral e moderna.PERSPECTIVASA coleção Perspectivas reúne textos importantes, em pesquisa extensa na abrangência do assunto. Contempla biografias, história, arte, antropologia e literatura.DA CAPAImagem da capa: cena de Noite no Mercado Velho, de I.L. Peretz, encenada pelo Teatro Judeu de Estado, Moscou, 1925.A imagem, filtrada pelo carmim, traz a energia e o vigor do teatro ídiche como representação da potência criadora da língua. JACÓ GUINSBURG (1921-2018) Teve uma larga atividade crítica e universitária no campo da literatura e do teatro. Tradutor de Descartes, Diderot, Nietzsche e Sartre, assim como de Strindberg e An-Ski, é ainda autor, dentre muitas outras obras, de Stanislávski e o Teatro de Arte de Moscou; Leone de Sommi: Um Judeu no Teatro da Renascença Italiana; Da Cena em Cena e Semiologia do Teatro (com J. Teixeira Coelho Neto e Reni Chaves Cardoso).Como editor, fundou a Perspectiva em 1965, com as coleções Debates e Estudos, pioneiras ao trazer para o Brasil autores das Humanidades ainda não difundidos entre nós (como Umberto Eco e Erich Auerbach) e foi igualmente responsável pela publicação da coleção Judaica, amplo painel em treze volumes do pensamento e da criação literária do povo de Israel através dos séculos, com destaque para nomes como I.L. Peretz, Gershom Scholem, Scholem Aleikhem (de quem traduziu Tévye, o Leiteiro, obra que deu origem à peça O Violinista no Telhado), S.I. Agnon, Martim Buber, Franz Kafka, Isaac Bashevis Singer, entre outros. Tendo sido professor emérito da Universidade de São Paulo (USP), este Aventuras de uma Língua Errante é desdobramento de seu trabalho de doutorado nessa universidade, enriquecido por sua intensa atividade ensaística, constituindo-se numa importante chave para o conhecimento de um universo de cultura e valores quase ignorados em nosso meio – o discurso ídiche.Esta nova edição da obra faz parte das comemorações conjuntas da Editora Perspectiva e do SESC-SP do centenário de nascimento de Jacó Guinsburg
Sobre os autores(as)

Campos, Haroldo De

Haroldo Eurico Browne de Campos foi um poeta e tradutor brasileiro.

Pelbart, Peter Pal

Peter Pál Pelbart é professor titular de Filosofia na puc-sp e coeditor da n-1 edições,
pela qual publicou O avesso do niilismo: cartografias do esgotamento e Ensaios do assombro.

Guinsburg, J.

Foi um dos mais proeminentes intelectuais brasileiros dos últimos sessenta anos. Ensaísta, escritor, tradutor e professor autodidata, foi titular da cadeira de Estética Teatral do Departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – CAC/ECA-USP. Sempre ligado ao mercado editorial, foi um dos fundadores da editora Perspectiva de São Paulo em 1965, da qual tornou-se o editor. À frente dela até a sua morte, construiu ao longo dos anos um dos mais notáveis acervos editoriais do país no campo das humanidades.
ISBN 9786555051001
Autores Guinsburg, J. (Autor) ; Pélbart, Peter Pál (Prefácio) ; Campos, Haroldo De (Contribuições)
Editora Perspectiva
Coleção/Serie Perspectivas
Idioma Português
Grade curricular Ensino Universitário
Edição 1
Ano de edição 2022
Páginas 528
Acabamento Brochura
Dimensões 23,00 X 16,00
Pague com
  • Pagali
  • Pix
Selos
  • Site Seguro

LIDF LIVRARIA INTERNACIONAL DO DISTRITO FEDERAL - CNPJ: 19.294.574/0001-48 © Todos os direitos reservados. 2024


Para continuar, informe seu e-mail

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade